Vítimas de abusos sexuais cometidos por mestres budistas tibetanos formam seu #MeTooGuru

Edição Brasil no EL PAÍS Isabel Ferrer

O movimento #MeToo ganha um novo coletivo: as vítimas de abusos sexuais supostamente perpetrados por mestres budistas tibetanos, monges e leigos. Reúnem-se em torno da hashtag #MeTooGuru, e nesta sexta-feira serão recebidos pelo Dalai Lama. Entregarão uma carta em que 12 afetados, homens e mulheres de 10 países, denunciam cinco mestres. O líder espiritual do Tibete e ganhador do Nobel da Paz de 1989 inaugura neste sábado em Amsterdã (Holanda) uma exposição sobre a vida de Buda, e os signatários da carta são a tropa avançada de um grupo ansioso por corrigir o que consideram uma “imagem estereotipada do budismo, na qual não há lugar para essas agressões”.

Seguir leyendo.

, , , , , , , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d bloggers like this:
Read previous post:
Atracón de fútbol tras el parón de selecciones: 25 días seguidos

Este viernes comienza casi un mes de mucho fútbol con más de un centenar de encuentros de equipos españoles en...

Close