STF contraria Lava Jato e proíbe condução coercitiva para interrogatório

Edição Brasil no EL PAÍS Rodolfo Borges

"Se nós validarmos aqui regras autoritárias, o que o guarda da esquina vai fazer?", questionou o ministro Gilmar Mendes durante a sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) que analisou a constitucionalidade do uso de condução coercitiva para colher interrogatórios de investigados. A maioria dos 11 ministros do STF seguiu a argumentação de Mendes, relator do caso, e proibiu o procedimento utilizado 227 vezes pela força-tarefa da Operação Lava Jato de Curitiba. A utilização das conduções coercitivas, que alcançou o ápice da polêmica quando teve como alvo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em março de 2016, estava proibida liminarmente desde dezembro passado por decisão do próprio Mendes.

Seguir leyendo.

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d bloggers like this:
Read previous post:
Ya son nueve: Battaglia y Leao rescinden con el Sporting

Tras Bas Dost, Rui Patrício, William Carvalho, Fernandes, Martins, Podence y Rúben Ribeiro; dos jugadores más se marchan de la...

Close