Governo ultraconservador polonês fecha cerco sobre o movimento feminista

Edição Brasil no EL PAÍS María R. Sahuquillo

Faz um ano e meio que o histórico Centro para os Direitos das Mulheres da Polônia perdeu as subvenções do Estado. Depois de revisar o financiamento público das ONGs, o Governo ultraconservador do partido Lei e Justiça (PiS) considerou que os programas da entidade eram discriminatórios. Alegou que a organização e outro punhado de entidades similares discriminavam os homens porque só atendiam mulheres, a maioria sobreviventes de violência de gênero.

Seguir leyendo.

, , , , , , , , , , , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d bloggers like this:
Read previous post:
La actriz porno Amarna Miller carga contra la Guardia Civil por un tuit sobre prostitución y la monta gorda

"Consumir prostitución es financiar la esclavitud", dijo la Benemérita

Close