EUA iniciam retirada da Síria, mas não revelam prazos nem cifras

Edição Brasil no EL PAÍS Yolanda Monge

Sob forte confusão, os Estados Unidos anunciaram nesta sexta-feira o início do processo de retirada militar da Síria, que paradoxalmente causará um aumento no número de soldados mobilizados, para ajudar na logística da saída e oferecer segurança adicional. “Por motivos de segurança operacional, não falaremos de prazos específicos, localizações ou movimentos de tropas”, declarou o coronel Sean Ryan, porta-voz da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, com sede em Bagdá (Iraque). Os Estados Unidos iniciaram sua mobilização na Síria em 2014, como parte de uma coalizão internacional criada para combater o grupo jihadista Estado Islâmico (EI), então no seu auge. Atualmente, o Pentágono mantém quase 2.000 soldados naquele país.

Seguir leyendo.

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d bloggers like this:
Read previous post:
Munir firma hasta 2023 y ya conoce el Sánchez-Pizjuán

Tras pasar reconocimiento, el Sevilla hace oficial el fichaje del exdelantero barcelonista. Machín lo tendrá a su disposición desde el...

Close