As cartas de Santa Teresa para seu amor secreto no século XVI

Edição Brasil no EL PAÍS Patricia Ortega Dolz

Santa Teresa de Jesus teve outro amor, além de Deus. Um amor mais carnal e menos confessável: Jerónimo Gracián. Ela dirige a Gracián uma de suas duas cartas manuscritas inéditas descobertas durante uma operação da Guarda Civil espanhola, juntamente com outras 17 obras de arte. Santa Teresa já estava com quase 60 anos, mas isso não impediu que se apaixonasse por aquele frade jovem disposto a acompanhá-la na renovação de uma Igreja corroída pela depravação existente naquela época (1578), com freiras corrompidas e frades bêbados envolvidos com prostitutas. A esfera eclesiástica estava mergulhada em duras disputas de poder entre os dois grupos de carmelitas, os calçados e os descalços.

Seguir leyendo.

, , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d bloggers like this:
Read previous post:
Noriega suma aliados en su desafío para renovar la cúpula de En Marea

Martiño Noriega continúa sumando aliados a la propuesta de su formación, Compostela Aberta, de crear una «mesa de la confluencia»...

Close