Cesare Battisti pediu asilo à Bolívia antes de ser preso

Edição Brasil no EL PAÍS Fernando Molina

O italiano Cesare Battisti, preso na noite de sábado, 12 de janeiro, em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, aguardava a decisão do Governo Evo Morales sobre um pedido de refúgio feito por ele em 18 de dezembro, dias após fugir do Brasil. O ex-ativista de esquerda se declarou inocente dos quatro homicídios pelos quais ele foi condenado na Itália na década de 1970, na carta em que faz a solicitação de reúgio político. "Peço que vocês deem procedimento ao meu requerimento humanitário e me concedam a qualidade de refugiado, garantindo a minha segurança, minha liberdade e minha vida", escreveu o italiano.

Seguir leyendo.

, , , , , , , , , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d bloggers like this:
Read previous post:
2-0: A la novena llegó la victoria (cómoda) para el Talavera

Tras ocho jornadas de ayuno de victorias, el CF Talavera saboreó las mieles del triunfo tras imponerse ayer por 2-0...

Close