Ação do Exército antes de explosão que deixou mais de 80 mortos no México é questionada

Primeiro grupo de soldados detectou vazamento mais de quatro horas antes do incidente Governo defende o Exército, mas admitiu que os protocolos de ação serão aperfeiçoados