FMI alerta para aumento dos riscos na economia mundial pela alta do protecionismo

Brasil crescerá 1,8% este ano, meio ponto a menos do que o previsto em abril. Também há cortes para Argentina e México, o que faz com que a projeção para a América Latina caia quatro décimos, para 1,6%