Bolsonaro elimina Ministério do Trabalho, mas corta menos pastas que prometeu

Edição Brasil no EL PAÍS Ricardo Della Coletta

Passado mais de um mês da vitória de Jair Bolsonaro, o presidente eleito concluiu o redesenho das Esplanada dos Ministérios e definiu que ela será composta, num primeiro momento, por 22 pastas. O número é inferior ao atual (29), em linha com a bandeira de enxugamento da máquina pública levantada por Bolsonaro durante a campanha, mas maior do que a promessa inicial, que era manter a Esplanada em 15 ministérios. O capitão reformado do Exército ainda não anunciou os titulares de duas pastas: Meio Ambiente e Direitos Humanos, estruturas que lidam com temas sensíveis e cuja possível extinção gerou reações de movimentos sociais e de ambientalistas ao longo das últimas semanas.

Seguir leyendo.

, , , , , , , , , , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d bloggers like this:
Read previous post:
Amigo de asesinado Jamal Khashoggi demanda por espionaje a empresa israelí

Un disidente saudí presentó una demanda contra una compañía de tecnología de espionaje israelí en la que dice que su...

Close