A crise que ameaça parar exames para câncer em várias partes do Brasil

Edição Brasil no EL PAÍS Talita Bedinelli

No Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) a partir desta terça-feira não se faz mais qualquer cintilografia óssea, exame necessário para saber se pacientes com câncer de mama, próstata ou pulmão tiveram a doença espalhada para os ossos, uma metástase que pode ocorrer no caso destas três enfermidades. Só com o exame é possível decidir qual o tratamento mais adequado para estes pacientes, mas ele não pode mais ser feito porque o metilenodifosfonato (MDP), radiofármaco usado no teste, está em falta. E não apenas neste hospital, onde 50 exames do tipo são feitos por semana e 40 já tiveram que ser remarcados. Sua fabricação está suspensa no país. 

Seguir leyendo.

, , , , , , , , , , , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d bloggers like this:
Read previous post:
China flexibiliza su mercado financiero para facilitar operaciones a inversores extranjeros

Las nuevas regulaciones buscan, entre otras cosas, eliminar los límites en la cantidad de dinero que cada mes se puede...

Close